Óleo essencial de bergamota e seus benefícios

Tempo de leitura: 8 minutos

Sabe aquele óleo essencial que têm o poder de levantar sua auto estima, te deixar mais otimista, trazer autoconfiança, te tirar de uma crise depressiva, espantando a tristeza e a raiva, regular seu apetite e te deixar mais plena e feliz? Sim, esse óleo existe! Estou falando do óleo essencial de bergamota e seus benefícios. Não sai daí porque eu vou te contar tudo sobre ele. 

O óleo essencial de bergamota pertence a família dos óleos cítricos, e ele é extraído de sua casca. Por ser citros, é responsável por uma sensação boa e traz alegria para quem o inala. Porém seus benefícios vão muito além.

As raízes mais antigas da árvore de bergamota podem ser encontradas no sudeste da Ásia. Atualmente, é cultivada em muitas partes do mundo, mas alcançou seu destaque e nome na cidade de Bergamo, no sul da Itália.

Óleo essencial de bergamota
Óleo essencial de bergamota

O óleo de bergamota é apreciado por seu aroma suave, sabor picante e ampla variedade de usos.

Como usar o óleo de bergamota 

Por causa do perfume cítrico e característico da bergamota, ele é muito usado em produtos de cuidados pessoais para homens e mulheres. É comum encontra-lo em perfumes, colônia, produtos de higiene pessoal e cosméticos. Você também encontra a versão do  óleo de bergamota comestível, geralmente usado como aromatizante de alimentos e bebidas.

Também tem valor medicinal.

O óleo essencial de bergamota não deve ser usado diretamente na pele. Como todo óleo essencial, deve ser misturado com um óleo transportador como óleo de coco ou óleo mineral, e só assim ser usado na pele. O óleo de bergamota também pode ser misturado com vapor de água e usado como tratamento de aromaterapia. Não ingira óleos essenciais.

Aromaterapia com óleo de bergamota 

As propriedades terapêuticas desse óleo essencial incluem:

  • Depressão, ansiedade e estresse
  • Tristeza e traumas emocionais
  • Acne, dermatite, psoríase e seborreia
  • Dificuldade para dormir, inclusive em crianças
  • Infecção urinária e corrimento vaginal
  • Constipação intestinal, ótimo para soltar o intestino

O óleo essencial de bergamota é muito procurado por suas propriedades calmantes como tratamento de aromaterapia. Aqui estão algumas maneiras de aproveitar seus benefícios e seu aroma marcante:

  • Misture o óleo essencial de bergamota com um óleo transportador ou até mesmo em um creme hidratante de sua preferencia, para usar como loção para o corpo ou para massagem.
  • Adicione de duas a cinco gotas de óleo essencial de bergamota a produtos usados no banho como sabonete liquido, shampoo e esfoliação facial.
  • Use-o como um ingrediente na aromaterapia. Por exemplo, o óleo essencial de bergamota pode ser adicionado ao perfume de velas caseiras e purificadores de ar. Você também pode aplicá-lo em vaporizadores para distribuir seu perfume em um ambiente.
  • Aplique-o em suas bandanas ou lenços para obter um perfume suave e delicado.

Óleo de bergamota para a pele

Vários compostos no óleo de bergamota têm propriedades antibacterianas e anti-inflamatórias. Isso pode tornar o óleo de bergamota um tratamento eficaz para acne, só não é recomendado para peles muito sensíveis. Suas qualidades analgésicas também podem torná-lo eficaz contra cistos, inflamações e espinhas dolorosas.

Como usar o óleo de bergamota em inflamação de pele:

  • Aplique óleo de bergamota misturado com um óleo transportador diretamente em espinhas, cistos e cravos.
  • Deixe durante a noite.
  • Não use ou deixe este tratamento durante o dia ou sob a luz do sol, o óleo de bergamota exposto ao sol pode causar queimaduras na pele.

Você também pode misturar o óleo diluído em água ou adicionar em seu limpador facial.

Óleo essencial de bergamota para os cabelos
Óleo essencial de bergamota para os cabelos

Óleo de bergamota para cabelos 

Os fãs do óleo de bergamota (e pessoas que amam cuidar dos cabelos), comprovam a capacidade deste óleo essencial de suavizar e domar cachos. Evidências também indicam que o óleo de bergamota pode ser calmante para o couro cabeludo irritado.

Para usar, coloque algumas gotas em seu shampoo habitual. Você também pode misturar uma a duas gotas com uma colher de sopa de óleo transportador e massagear no couro cabeludo como um tratamento noturno.

Mix de óleo de bergamota com outros óleos essenciais

Muitos outros óleos essenciais podem fornecer benefícios semelhantes. Tente criar um Mix com os óleos que você mais gosta. Você pode mistura-lo aos seguintes óleos:

  • Óleo de lavanda. Lavanda é um perfume clássico para aromaterapia. É frequentemente usado em produtos e tratamentos para pele, cabelo e acne.
  • Óleo da árvore do chá. Aprovado por suas propriedades antibacterianas, o óleo da árvore do chá pode combater a acne e aliviar a inflamação da pele.
  • Óleo de camomila. Calmante como um chá ou na pele, a camomila também pode elevar o humor.

Benefícios do óleo de bergamota 

O óleo de bergamota dispoe de vários benefícios. Aqui estão alguns deles:

Redução do estresse

Em pesquisas recentes, realizadas em mulheres no Japão, descobriu que o óleo de bergamota inalado misturado ao vapor de água reduzia os sentimentos de ansiedade e fadiga.

Estudos também comprovam que a aromaterapia com bergamota (entre outros óleos essenciais) pode aliviar a depressão, a ansiedade e outros transtornos do humor, sinalizando ao cérebro para liberar dopamina e serotonina .

Combate a intoxicação alimentar

O linalol, um composto encontrado na bergamota,  pode ser muito eficaz na destruição de bactérias responsáveis ​​por doenças transmitidas por alimentos.

Pesquisas recentes comprovaram a eficácia da bergamota na destruição de várias linhagens de bactérias na pele de frango e nas folhas de couve. As bactérias testadas foram:

  • Staphylococcus aureus
  • L isteria monocytogenes
  • Bacillus cereus
  • E. coli O157
  • Campylobacter jejuni

As diferentes formulações de bergamota tiveram efeitos fracos a fortes ao interromper o crescimento das diferentes amostras de bactérias. Dada a variabilidade, os pesquisadores concluíram que a eficácia do óleo essencial de bergamota contra bactérias nos alimentos deve ser estimada.

Reduz o colesterol

Em outra pesquisa foi contatado que os flavonoides encontrados na bergamota podem ajudar a reduzir os níveis lipídicos

Também se descobriu que os polifenóis da bergamota tinham um efeito anti-inflamatório no fígado de ratos que se recuperavam de doença hepática gordurosa não alcoólica .

Reduz a dor e a inflamação

Linalol e carvacrol são compostos encontrados no óleo de bergamota. Estudos feitos, analisaram os efeitos de múltiplos compostos do óleo em relação a dor e em outras condições em humanos e animais.

Ele descobriu que o linalol e o carvacrol tinham capacidade analgésica, anticonvulsivante e anti-inflamatória quando usados ​​em uma variedade de métodos que incluíam a aplicação na pele.

O estudo também indicou que os potenciais efeitos toxicológicos dos óleos essenciais em humanos requerem mais estudos.

Riscos com o uso de óleo de bergamota 

O óleo essencial de bergamota pode ser irritante para a pele em algumas pessoas, especialmente quando não é diluído com um óleo transportador. Os óleos essenciais, incluindo o óleo de bergamota, às vezes podem causar dermatites alérgicas. Se você já tem a pele sensível ou é propenso a alergias, é melhor evitar o uso.

Os sintomas de uma reação alérgica ou sensibilidade ao óleo de bergamota podem incluir:

  • vermelhidão
  • urticária
  • sensação de queimadura
  • bolhas
  • dor

Você deve testar primeiro qualquer óleo essencial antes de usá-lo. Esfregue em uma área do seu antebraço, uma pequena quantidade do óleo diluído em um óleo transportador. Se não houver reação alérgica dentro de 24 horas, deve ser seguro usá-lo.

Esteja ciente de que o uso de óleos essenciais em um difusor pode ter um efeito negativo em crianças, animais de estimação ou mulheres grávidas.

O Bergapten, um composto encontrado no óleo de bergamota, mostrou-se fototóxico em uma recente pesquisa . Isso significa que a pele fica irritada ou danificada quando exposta à luz solar.

Além do óleo essencial, os produtos que contêm bergamota, como perfume, podem causar uma reação da pele. Se você está preocupado com a sensibilidade da sua pele à luz solar, procure uma versão sem óleo de bergamota.

O bergapten no óleo de bergamota é prejudicial se ingerido. Mesmo inalar ou usar topicamente o óleo essencial pode interferir na medicação. Certos medicamentos, como a ciprofloxacina, um antibiótico, também aumentam a sensibilidade à luz solar, aumentando o impacto do óleo de bergamota.

É importante verificar a interferência do óleo essencial de bergamota com outros medicamentos antes de usá-lo. Uma maneira de fazer isso é conversar com um farmacêutico ou seu médico sobre os medicamentos que você está tomando e que podem interferir nos óleos essenciais.

Mas esse óleos essencial tem muito mais pontos positivos do que negativos. Ele é uma ótima escolha para incluir no seu dia a dia, tanto para seus cuidados de beleza, como para o seu bem estar e saúde.

Adote-o como seu novo perfume, ou mesmo para melhorar seu humor, e trazer harmonia mental e emocional, tranquilizando os ambientes da casa e do trabalho. Tenho certeza que ele vai se tornar essencial em sua rotina. Experimente! Você vai adorar.

Não deixe de nos acompanhar aqui no site e através de nossas redes social para mais novidades sobre óleos essenciais.

Obrigada e até a póxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *